Aplicativo móvel, para gerar alertas sobre

March 28, 2018

O Sistema de Informação em Saúde Silvestre – SISS-Geo, é uma plataforma computacional de biodiversidade e saúde silvestre, essencial e intrínseco ao funcionamento do Centro de Informação em Saúde Silvestre – CISS.

 

Construída pela parceria da Fiocruz com o Laboratório Nacional de Computação Cientifica – LNCC, para monitorar a fauna silvestre brasileira em tempo real, a partir da necessidade do monitoramento de emergências de zoonoses, doenças que circulam entre animais e nós humanos assim como, as mudanças ambientais naturais e os impactos causados pela própria ação humana crescente, faz com que se aproxime dos ciclos de doenças entre pessoas e animais, sem que, os sistemas de vigilância em saúde e ambientais percebam a tempo e atuando precocemente.

 

O Aplicativo desenhado para o sistema Android, sendo executado em aparelhos móveis de baixa configurações, consumindo o mínimo de espaço na memória e processamento e, permitindo usá-lo no modo “off-line”, comportando seu uso em áreas remotas, sem conexão de rede, apenas por georreferenciamento, forma de localização geográfica que torna dadas coordenadas conhecidas num dado sistema de referência, por meio do GPS do próprio aparelho.

 

O SISS-Geo, permite que a população auxilie a instituição monitorando por meio de registros fotográficos de animais em áreas naturais, rurais e/ou urbanas, os impactos ambientais observados na sua localização georreferenciada, tendo assim, um caráter inovador quando comparado à maioria dos sistemas de informação, mas também em seu avanço e adaptação continuada a partir do uso da sociedade. Porém, mesmo tendo o desenvolvimento voltado para a participação cidadã, o SISS-Geo, agrega dados coletados dos aparelhos móveis, dados de pesquisadores e milhares de informações provenientes de categorias ambientais e de saúde; deste modo, visa não só o monitoramento da fauna silvestres, mas que os resultados possam ser utilizados para a modelagem de alertas precoces e previsão de emergências de doenças.

 

 

De forma geral, o modelo de detecção de alertas será dividido em três estágios: o agrupamento de acontecimentos (por aprendizado não supervisionado), a extração de características desses grupos (por algoritmos de extração de atributos) e a categorização dos mesmos como “alertas” e “não alertas” (por programação genética), objetivando a preservação da saúde humana e a conservação da biodiversidade.

 

Valendo reforçar, a pesar da aplicação final contar com métodos computacionais avançados e uma equipe altamente qualificada e multidisciplinar, toda a metodologia é derivada da participação da sociedade e a ela, cabe não só o retorno das soluções obtidas, mas também o reconhecimento de seu papel ativo no processo de geração do conhecimento e dados obtidos para a plataforma SISS-Geo.

 

 

 

 

A contribuição pode ser feita de duas maneiras:

 

 

  • Baixando o aplicativo “SISS-GEO”

Disponível para Android na Google Play – (goo.gl/px824W)

Disponível para IOS na App Store - (goo.gl/u3qaac)

  • O cadastro de usuário, tornando-o um colaborador do SISS-Geo;

  • O envio de informações sobre os animais, sua localização, características do ambiente e fotos;

  • Há consulta de todas as suas informações;

  • O envio de sugestões, dúvidas e até mesmo críticas ao sistema

 

O aplicativo SISS-Geo foi criado para que nós possamos registrar, online ou offline, nossas observações de maneira rápida, simples e eficiente, colaborando de forma direta com a construção de um sistema de utilidade pública para prevenção de doenças, em animais e nos seres humanos e na conservação da biodiversidade.

 

 

 

 

 

 

 

* As informações obtidas e as imagens utilizados neste artigo são de autoria do SISS-Geo e estão disponíveis para consulta no site oficial.

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags