Um ninho de 2.500 anos de idade foi descoberto em um penhasco na Groenlândia.

April 23, 2016

 

 

O local de assentamento ainda é continuamente usado por falcões-gerifaltes, maior espécie de falcão do mundo, e é o mais antigo ninho de ave de rapina já registrado .

 

Três outros ninhos , cada um mais de 1.000 anos de idade, também foram encontrados, em um deles encontraram penas de um pássaro que viveu há mais de 600 anos atrás.

 


No entanto, ornitólogos temem que a mudança climática pode, em breve, levar os pássaros a abandonarem estes locais antigos de nidificação.

 

Os falcões-gerifalte vivem nas proximidades do Ártico. A coloração das aves variam de exclusivamente branco na Groenlândia para, geralmente, preto em Labrador, no Canadá.

 

Como muitos falcões, eles não constroem ninhos de gravetos e galhos, mas normalmente colocam ovos em depressões com formato de "tijela" ou ninhos antigos feitos por outros pássaros como corvos.

 

Mas enquanto ninhos de gravetos são freqüentemente danificados impedindo a sua utilização repetida , os gerifaltes , muitas vezes, visitam algumas bordas e buracos todos os anos.

 


Para saber quanto tempo as aves retornam para o mesmo local, o ornitólogo Kurt Burnham, da Universidade de Oxford, e colegas, decidiram estimar a data, através do carbono, analisando os detritos que as aves deixam em ninhos ao redor da Groenlândia.

 

 

O clima frio e seco da Groenlândia retarda a decomposição dos excrementos dos falcões. 

 


A datação por carbono revelou que um ninho em Kangerlussuaq, no centro-oeste da Groenlândia, tem entre 2.360 e 2.740 anos.


Três outros ninhos na área tem mais de 1.000 anos. O mais recente tem entre 520 e 650 anos.


Estes ninhos antigos ainda estão sendo regularmente utilizados por falcões-gerifalte.

 

"Eu sei que muitas espécies de falcões reutilizam locais de nidificação, mas nunca imaginei que estaríamos falando sobre ninhos que vem sendo usados a mais de 2.000 anos", diz Burnham.


Dentro dos ninhos , a equipe de Burnham também encontrou indícios intrigantes quanto aos últimos habitantes.


Nos 13 ninhos amostrados, eles encontraram três penas pertencentes aos inquilinos anteriores. O mais jovem veio de um pássaro residente no ninho há 60 anos, o mais velho veio de um falcão que usou o ninho cerca de 670 anos atrás.


As amostras de pelotas antigas também deram uma indicação do que os pássaros comeram em tempos antigos.


Os gerifaltes que vivem no centro-oeste da Groenlândia, que é mais longe da camada de gelo e mais perto do mar, tem uma dieta muito mais rica em animais marinhos, tais como tordas-anãs e airos-de-asa-branca.

 

Os falcões que vivem mais o norte, próximos do gelo, alimentam-se de presas terrestres como os lagópodes-brancos e lebres-árticas.

 

"Essas descobertas enfatizam o quão importante são as características do local do ninho para as aves de rapina, em especial as de grande porte. No entanto, o fato dos gerifaltes permanecerem fiéis a certos locais de nidificação por centenas de gerações sugere que eles podem ser especialmente vulneráveis ​​às alterações climáticas", diz Burnham.


"Como resultado do aquecimento,  outras espécies de aves , como falcões peregrinos , estão se movendo mais para o norte . "

 

"Populações como as de peregrinos continuam a aumentar em densidade que, provavelmente, vão usar mais e mais desses ninhos tradicionais de gerifaltes, forçando-os a encontrar locais alternativos para nidificar, mas que nem sempre oferecerão a mesma proteção que o ambiente ártico, na Groenlândia, oferece. "

 

Estudos semelhantes mostram quando colônias inteiras de aves passaram a residir em determinados locais.


Pela datação por carbono em conteúdos estomacais solidificados, amostras de ossos e de penas de vários locais de nidificação, pesquisadores mostraram que colônias de petrel-das-neves voltam para os mesmos locais há 34.000 anos e os pinguins-de-adélia há 44.000 anos.
 

Fonte: BBC

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags