Porto de Tubarão é interditado para investigação de danos ambientais


As empresas que atuam no complexo portuário de Tubarão, em Vitória, tiveram as atividades interditadas, na manhã desta quinta-feira (21), em um cumprimento de mandado judicial pela Polícia Federal (PF).


Segundo a PF, o Porto está sendo investigado por crimes ambientais decorrentes da emissão de poluentes atmosféricos e de partículas sedimentadas, que são um pó preto, no mar e no ar da Grande Vitória. A decisão que foi expedida pela 1ª Vara Federal.


O Porto de Tubarão é administrado pela Vale e está localizado na ponta de Tubarão, na parte continental do município de Vitória. Além do minério de ferro, movimenta diversas outras cargas, como grãos e combustíveis.


A Vale informou que recebeu com surpresa a notificação da Polícia Federal sobre a decisão judicial que determinou “a suspensão temporária do exercício de atividade econômica por parte das empresas Vale e ArcelorMittal Brasil, no Píer II (minério de ferro) e no Pier de Carvão (Praia Mole)”.


De acordo com a empresa, a medida paralisou as atividades de exportação e importação da Vale no Espírito Santo, provocando grande impacto na economia do estado, com reflexos em Minas Gerais. A mineradora informou ainda que irá adotar todas as medidas judiciais cabíveis para garantir o reestabelecimento das suas atividades na Ponta de Tubarão.


A empresa afirma que está atuando e investindo continuamente em seus sistemas de controle ambiental e cumprindo rigorosamente a legislação ambiental vigente.


Em nota, a ArcelorMittal Tubarão informou não ter recebido notificação. Acrescenta, ainda, que não opera no Porto de Tubarão.


Fonte: Folha Vitória

#PortodeTubarão #investigação #danosambientais

Featured Posts
Ainda não há posts publicados nesse idioma
Fique ligado...
Recent Posts