Obama diz não para obra de maior impacto ambiental de seu governo

November 8, 2015

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou na tarde desta sexta-feira (6) que rejeitou a proposta da construção de um oleoduto Keystone, que ligaria o Canadá e os Estados Unidos. A decisão é uma das principais vitórias dos ambientalistas americanos, que questionam a proposta pelo impacto ambiental que ela pode causar.

 

O gigantesco oleoduto Keystone XL foi proposto pela petrolífera TransCanada. A empresa queria facilitar a entrada do petróleo de Alberta, Canadá, no mercado americano. A ideia era ligar um oleoduto que já existe, chamado Keystone, com o Golfo do México, e construir uma nova rede de dutos entre o Canadá e o centro dos EUA. O projeto final ganhou o nome de Keystone XL. São mais de 3 mil quilômetros de oleodutos, com custo estimado em US$ 7 bilhões em 2013.

 

A proposta interessa ao governo canadense, que pode ver seu Produto Interno Bruto (PIB) crescer ao aumentar suas exportações de petróleo aos EUA, e também ao governo americano, que passaria a comprar óleo de um aliado, diminuindo a necessidade de importar combustível de países instáveis, como o Iraque. Além disso, o projeto teria condições de criar mais de 13 mil empregos diretos e indiretos.

 

Mas uma obra tão grande também levanta inúmeras críticas. Segundo a National Wildlife Federation, os dutos passariam por várias áreas de conservação e pelo Aquífero Ogallala, uma importante fonte de água nos Estados Unidos. Um vazamento poderia ser desastroso. Para piorar, o petróleo de Alberta será retirado das tar sands, as areias betuminosas, em um processo de extração que torna essa fonte de energia ainda mais poluente do que o óleo tradicional. O impacto da extração desse petróleo no clima também preocupa. Cientistas estimam que só a queima desse petróleo seria responsável por aumentar a temperatura da Terra em 0,4ºC.

 

A decisão de rejeitar Keystone foi tomada às vésperas da Conferência do Clima da ONU em Paris, onde países deverão firmar um acordo contra o aquecimento global. Obama promete reverter a atuação americana nessas negociações. Historicamente, os EUA trabalhavam para barrar os acordos. O presidente quer passar a atuar a favor de um novo acordo global sobre o clima. O recente acordo entre Brasil e EUA é fruto dessa mudança de direcionamento do governo americano.

 

Fonte: Época

 

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags